terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Pelas janelas virtuais

É numa intensa busca por um fôlego a mais, por um toque, um suspiro, que nos perdemos. Que deixamos projetos, propósitos e planos para depois, para mais tarde, para amanhã. É na busca que tudo parece menor, fora de órbita. É na busca que a esperança é renovada. Recriamos primeiras impressões. Renovamos o ímpeto que nos move a saciar o clamor do instinto. Dos sentidos. Nos rendemos à vontade pelo par. À vontade de deixar o medo para trás. De fazer parte de uma história. De criar vida. De ser lembrada.

4 comentários:

TaTu Paula disse...

Gostei do Texto :)

Luisa disse...

adorei esse texto
e concordo
plenamente.

Mharyhana disse...

ai ai essas janelas virtuais..

e qdo elas tem flores púrpuras na jardineira? com cortinas leves levianas coloridas enchendo nossos olhos de gostosuras imaginárias? é como entrar num virtual mágico.. que só é mágico porque nos dá a esperança de um dia ser mais que letras e cores html, mas abraços pele contato.

beijo minhoquinha!
ótimo post ;*

Laurinha disse...

é, minha querida.
mas nem tudo está perdido.


=*