domingo, 24 de fevereiro de 2008

Silêncio por favor
Enquanto esqueço um pouco
a dor no peito
Não diga nada
sobre meus defeitos
Eu não me lembro mais
quem me deixou assim
Hoje eu quero apenas
Uma pausa de mil compassos
Para ver as meninas
E nada mais nos braços
Só este amor
assim descontraído
Quem sabe de tudo não fale
Quem não sabe nada se cale
Se for preciso eu repito
Porque hoje eu vou fazer
Ao meu jeito eu vou fazer
Um samba sobre o infinito
Porque hoje eu vou fazer
Ao meu jeito eu vou fazer
Um samba sobre o infinito



Salve Paulinho da Viola.
Há dias em que não precisamos dizer mais nada... elas dizem por nós.

3 comentários:

Peri disse...

"E senti prazer
E senti dor
E eu sei agora
Que nunca mais poderei ser o mesmo"
Ben Harper

Sempre achei essa q essa música do Paulinho têm um quê de renascimento. Sobre dor e retomada
Um samba sobre o infinito

Carol Ribeiro disse...

fazer do jeito da gente é bom.
melhor quando os outros gostam.

Vinícius Castelli disse...

Dizem que isso é viver.
Te adoro
Bjs