sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Um dia, ao olhar para trás, somos supreendidos pelo acumulo de experiências. Aos vinte e poucos anos, com uma história um tanto variada, percebi-me analisando antigos relacionamentos. O que retiramos de vivências boas e ruins e carregamos vida afora?
O que de nós é nosso mesmo e o que adquirimos do outro?

Uma aliança. AC/DC. Muito prazer, eu sou apaixonada por você. A lua, eu, você. Tears in Heaven. Santa Chuva. Paciência. Escuta! Escuta o som do baixo. Cai fora. Namora comigo?. Aluguei um quarto pra gente. Motel. Tenho uma surpresa. Sou virgem. Diálogos podem não ter fim. Eu te amo. Eu quero tentar com ela. Posso dizer que você é minha namorada?. Paris, ah, Paris. Tenho medo de pensar no futuro. Dorme comigo hoje?. Não sei se quero ficar com você. Eu era virgem. Coisa rara. Me empresta seu vestido?. Você não tá com frio?. Você trouxe a cor de volta. Adeus.

3 comentários:

Leandro Guima disse...

Concordo com você. Chegamos num ponto em que nossas histórias se fundem com as dos outros. E acho que é assim mesmo. O jeito é viver. Intensamente.

beijos,

balboa disse...

(re)lembranças?

Laurinha disse...

ahhhhh

nem me fala, querida.
ando tão tão tão tão sentimental ultimamente...


=*